Sociologia

March 24, 2018 | Author: Dayane Paniago | Category: Sociology, Émile Durkheim, Max Weber, Science, Reality


Comments



Description

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTASINSTITUTO DE FILOSOFIA, SOCIOLOGIA E POLÍTICA CURSO DE CIÊNCIAS SOCIAIS PLANO DE ENSINO 1. IDENTIFICAÇÃO Professor: FRANCISCO E. BECKENKAMP VARGAS Unidade: Instituto de Filosofia, Sociologia e Política Departamento: Departamento de Sociologia e Política Disciplina: SOCIOLOGIA I Código: 560055 Créditos: 04 Ano: 2013 Carga horária: 68 horas-aula Semestre letivo: 1º Período: Terça-feira à noite Oferecido para o curso: Ciências Sociais Bacharelado 2. EMENTA: Contexto histórico e formação do pensamento sociológico clássico. A perspectiva sociológica de análise e interpretação do comportamento humano e seu papel nas sociedades modernas. Introdução à análise do objeto e método de investigação no pensamento sociológico clássico de Marx, Durkheim, Weber e Simmel. 3. OBJETIVOS: 3.1. OBJETIVO GERAL: Analisar o contexto histórico e a formação do pensamento sociológico clássico. Identificar em que consiste a perspectiva sociológica de análise e interpretação do comportamento humano, bem como seu papel e importância nas sociedades modernas. Analisar o objeto e o método de investigação no pensamento sociológico clássico de Marx, Durkheim, Weber e Simmel. 3.2. OBJETIVOS ESPECÍFICOS: - Analisar o contexto histórico de formação da sociologia, identificando as transformações sociais, econômicas, políticas e intelectuais que tornaram possível o surgimento desta ciência. - Analisar o papel da sociologia como forma de consciência nas sociedades modernas, discutindo a importância da “ciência” e sua relação com outras formas de conhecimento. - Identificar e analisar as diferentes perspectivas de construção do objeto de investigação sociológica no pensamento de Marx, Durkheim, Weber e Simmel, focalizando suas interpretações sobre a formação e desenvolvimento das sociedades modernas. - Identificar e analisar o método de investigação sociológica no pensamento sociológico clássico. 4. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO: I - Introdução: A perspectiva sociológica e o contexto histórico de formação do pensamento sociológico clássico 1. O que é a perspectiva sociológica? A sociologia como “conhecimento” e como “ciência”. A relação entre indivíduo e sociedade 2. Crise e conflito na emergência das modernas sociedades industriais e capitalistas: transformações sociais, econômicas, políticas e intelectuais. 3. Sociologia e ruptura no pensamento social moderno: da filosofia social à ciência da sociedade. O positivismo de Augusto Comte, o evolucionismo e o nascimento da sociologia. 4. A perspectiva sociológica em debate. Positivismo x historicismo: objetividade e subjetividade no comportamento social. O problema de teoria e observação da vida social. 1 Capacidade de identificar os elementos fundamentais que caracterizam o método científico que combina observação e interpretação. . conflito e integração: 1. compreender e distinguir os principais modelos clássicos de interpretação sociológica. marcado tanto por uma dimensão objetiva como por uma dimensão subjetiva. . expressando opiniões e ouvindo opiniões diferentes. Emile Durkheim. individualismo e anomia. com seus conceitos e teorias. 3. 2. .Capacidade de compreender que o pensamento científico em geral e o pensamento sociológico em particular.Habilidade em interpretar textos e construir a própria opinião.Habilidade em comunicar o esforço de compreensão e análise textual. as interações sociais e a vida cotidiana: a sociedade como formas sociais em permanente construção. O paradigma interacionista de Simmel: interações e formas sociais nas sociedades modernas. realizando e sistematizando observações da realidade social e vinculando-as aos conceitos e teorias estudados.Habilidade em dialogar. . A disciplina também deve contribuir para o desenvolvimento da autonomia intelectual a partir das seguintes atitudes e habilidades gerais: . suas relações de causa e conseqüência. Conhecimento e ação no pensamento marxista: o papel da sociologia nas sociedades modernas e contemporâneas.5. os fatos sociais e o método funcionalista: a sociedade como realidade objetiva. com suas diferentes linguagens e conceitos e em suas diferentes concepções do objeto e do método sociológicos. Solidariedade social. . O paradigma compreensivo de Weber: racionalização. COMPETÊNCIAS E HABILIDADES A disciplina visa o desenvolvimento das seguintes competências e habilidades no campo das ciências sociais: . domínio dos fatos e domínio teórico-conceitual. como modalidades específicas de interpretação da realidade . leitura e observação da realidade.Capacidade de aplicar os referenciais teóricos clássicos em diversas situações e contextos específicos. 4. 5. capitalismo e ética protestante.Habilidade em relacionar-se. identificando os elementos do discurso. Para que servem as ciências sociais? II – A construção do objeto e o método de investigação no pensamento sociológico clássico: 1. 4. Georg Simmel. O paradigma marxista: as classes sociais e a teoria da mais-valia.Capacidade de identificar os elementos e dilemas fundamentais do método científico nas ciências sociais que tratam do comportamento humano como dotado de significação. Karl Marx. O paradigma funcionalista: Durkheim e a divisão do trabalho social. 2 . . com seus conceitos e teorias. políticos e culturais. 3.Atitude aberta à reflexão e à pesquisa e capacidade de concentração. a ação social e o método compreensivo: a sociedade como realidade subjetiva.Capacidade de identificar.Habilidade de uso de vários meios e suportes de comunicação e expressão. .Capacidade de identificar o pensamento científico e o pensamento sociológico. . A mercadoria e o processo de acumulação capitalista. desenvolver atividades conjuntas e construídas coletivamente. III – As modernas sociedades capitalistas e industriais: crise. a luta de classes e o materialismo histórico e dialético: a sociedade como relações de exploração e dominação. . suas relações lógicas. desenvolvendo a capacidade de abstração teórica e de vinculação a aspectos da realidade concreta. Max Weber. diversidade e conflito de pontos de vista. 2. estão historicamente situados. devendo ser compreendidos em seus contextos sociais. da linguagem visual e das tecnologias de informação e comunicação. .sendo caracterizados pela pluralidade.Habilidade de usar a língua a partir de um vocabulário sociológico. .e não como expressão definitiva da verdade a respeito dessa realidade . seminários) e da realização das atividades e trabalhos em grupo. As etapas do pensamento sociológico.6. os alunos devem assumir um papel ativo e reflexivo nesse processo. pois. Problematizar e apropriar-se criticamente de idéias e conceitos constituem-se em momentos decisivos no processo de construção de conhecimentos. 1999. 8. 1983. b) análise e interpretação de textos. Para tanto. assumindo uma atitude analítica e compreensiva dos textos clássicos e do pensamento dos autores estudados que constituem o “objeto central de investigação” desta disciplina. Peter. As técnicas desenvolvidas em sala de aula serão as seguintes: a) aulas expositivas dialogadas. 3 . b) preparação de exposições orais e seminários. METODOLOGIA DE ENSINO: Esta disciplina organiza-se a partir da “pesquisa” como princípio pedagógico fundamental. Perspectivas Sociológicas. e c) realização de seminários teóricos. construir um conjunto de “idéias” e “conceitos” chaves (referencial teórico) na análise e interpretação dos problemas identificados. Aprendendo a pensar com a sociologia. entre outros materiais culturais). Raymond. Z. Além destas técnicas. 7. São Paulo. BIBLIOGRAFIA: ARON. a seguir. AVALIAÇÃO: O processo de avaliação será realizado levando em consideração: a) o processo e b) os resultados. c) análise. interpretação e exposição de outros materiais pedagógicos (filmes. atividades de análise e interpretação de textos. Vozes. Rio de Janeiro. Esta parte constitui de 30 a 40% da avaliação final. Zahar. Uma visão humanística. & MAY. apresentações orais e apresentação de seminários. Trata-se. Martins Fontes. artigos jornalísticos. de uma abordagem que toma a história do pensamento sociológico como foco central na condução do processo de aprendizagem. Petrópolis. O processo será avaliado através da participação em sala de aula (debates. Tal princípio supõe uma problematização inicial dos temas e objetos de investigação da disciplina para. Estas técnicas permitem o mapeamento inicial dos temas e problemas propostos pela disciplina e na identificação dos conceitos e categorias teóricas de análise. BERGER. Os resultados serão avaliados através de avaliações escritas individuais e de trabalhos escritos versando sobre os temas propostos pela disciplina. biografias. CRONOGRAMA: Aula Data 07/05/2013 1ª 14/05/2013 2ª 21/05/2013 3ª 28/05/2013 4ª 04/06/2013 5ª 11/06/2013 6ª 18/06/2013 7ª 8ª 25/06/2013 02/07/2013 9ª 09/07/2013 10ª 16/07/2013 11ª 23/07/2013 12ª 30/07/2013 13ª 06/08/2013 14ª 15ª 13/08/2013 20/08/2013 16ª 27/08/2013 17ª Atividades a serem desenvolvidas I – Introdução I – Introdução I – Introdução I – Introdução I – Introdução II – Objeto e método no pensamento sociológico clássico II – Objeto e método no pensamento sociológico clássico Avaliação escrita (1ª) II – Objeto e método no pensamento sociológico clássico II – Objeto e método no pensamento sociológico clássico III – As sociedades modernas no pensamento sociológico clássico III – As sociedades modernas no pensamento sociológico clássico III – As sociedades modernas no pensamento sociológico clássico III – As sociedades modernas no pensamento sociológico clássico Avaliação escrita (2ª) Revisão Avaliação da disciplina 9. 2010. bem como d) a realização de observações empíricas e o levantamento de dados de campo destinados à preparação dos debates e seminários em sala de aula. Esta parte constitui de 60 a 70% da avaliação final. BAUMAN. T. serão também realizadas atividades em grupo de a) análise e interpretação de textos. 2003. Sociologia: Coleção Grandes Cientistas Sociais. Fundamentos da Sociologia Compreensiva. Introdução ao Pensamento Sociológico. São Paulo. MARX. 1976. Lisboa. 1982. A. Abril Cultural. ___________. SIMMEL. e. Questões fundamentais da sociologia. Presença. 1987. Papirus. A Ciência Social e a Acção. Nelson C. Petrópolis. M. F. MARX. Nº 34. 1981. GIDDENS. M. As Regras do Método Sociológico. Michel. História das Idéias Sociológicas. São Paulo. MARTINS. 1985. O Capital. Zahar. Tânia. FERNANDES. Max Weber: uma introdução. Um toque de clássicos. LALLEMENT. São Paulo. _____________. _________. Capitalismo e Moderna Teoria Social. São Paulo. Ática. COSTA. São Paulo. Gabriel. 1977. & ENGELS. WEBER. Crítica da Economia Política. Brasiliense. Pioneira. 1984. São Paulo. Sociologia. São Paulo. Eldorado Tijuca. Carlos B. Livros Técnicos e Científicos. Campinas. LIMA. Lisboa. Lisboa. História da Sociologia. Sociologia: Coleção Grandes Cientistas Sociais. Cortez. Sociologia: Coleção Grandes Cientistas Sociais. Ed. 1995. K. São Paulo. Sociologia: Para Ler os Clássicos. Florestan. 1987.) Introdução às ciências sociais. LÖWY. Ed. DURKHEIM. Rio de Janeiro. & MARTINS. Dom Quixote. 2009. Curitiba. A. Sociologia e Sociedade. 1994. 2006. __________. Georg. 1984. Porto Alegre. 1983. Livros Técnicos e Científicos. Vozes. __________. Coleção Grandes Cientistas Sociais. Stephen. Centauro. Ática. Rio de Janeiro. Busca Vida. Sociologia. 1980. ____________________. Contribuição para o estudo de formação e desenvolvimento. A Divisão do Trabalho Social. 1991. CHALMERS. 1984. Sociologia. Artmed. A Ideologia Alemã. 1993. São Paulo. São Paulo. _____________. de & SILVA. São Paulo. Maria Cristina C.CASTRO. Introdução à ciência da sociedade. CUIN. Brasília. KALBERG. A Ética Protestante e o Espírito do Capitalismo. As Aventuras de Karl Marx Contra o Barão de Münchhausen. UFMG. 1984. 1987. QUINTANEIRO. Nacional. J. São Paulo. __________. Ática. (Org. O que é Sociologia? São Paulo. Conceitos Básicos de Sociologia. F. O Manifesto do Partido Comunista. Vozes. C-H & GRESLE. 1977. Ensaios de Sociologia Geral e Aplicada. Ana Maria. MARCELLINO. 1975. A. Belo Horizonte. Rio de Janeiro. Lisboa. 1987. __________. 4 . A Sociologia no Brasil. Pioneira. Ricardo R. M.F. K. ______________. O que é ciência afinal? São Paulo. 2005. Introdução à Sociologia de Max Weber. Das origens a Max Weber. Ideologia e Ciência Social. R. 2010. Moraes. _____________. Cátedra. 1993. São Paulo. 2006. Bertrand. Brasiliense. FORACCHI. Petrópolis. 1987. Zahar. 1984. Economia e Sociedade. Hucitec.UnB. 1995. E. ________. Ibpex. COHN. Rio de Janeiro. Ed. História Geral da Economia. Rio de Janeiro. ________. 2006. Rio de Janeiro. Ática. Presença. Ana Carolina S.
Copyright © 2021 DOKUMEN.SITE Inc.