emprego de pronomes.PDF

March 26, 2018 | Author: Wilson Marques | Category: Pronoun, Syntactic Relationships, Rules, Language Mechanics, Style (Fiction)


Comments



Description

www.materialconcursos.com.br LÍNGUA PORTUGUESA EMPREGO DE PRONOMES  Emprego de Pronomes INTRODUÇÃO PRONOME » é a palavra que substitui ou acompanha um substantivo, indicando a pessoa do discurso. Exemplo: Ricardo ainda não chegou. Ele está na casa de Rita. Na frase acima o pronome ele substitui Ricardo. Existem três pessoas gramaticais ou pessoas do discurso: 1ª pessoa: a pessoa que fala; 2ª pessoa: a pessoa com quem se fala; 3ª pessoa: a pessoa de quem se fala. Exemplos: Eu passei no vestibular. 1ª pessoa Tu és um grande homem. 2ª pessoa Eles conseguiram erguer a estátua. 3ª pessoa CLASSIFICAÇÃO DOS PRONOMES Há seis tipos de pronomes: Pessoais; - pessoais do caso reto; - pessoais do caso oblíquo. Possessivos; Demonstrativos; Indefinidos; Interrogativos; Relativos. PRONOMES PESSOAIS Os pronomes pessoais substituem os nomes e indicam as pessoas do discurso. Os pronomes pessoais dividem-se em: retos e oblíquos. PRONOMES PESSOAIS RETOS E OBLÍQUOS PESSOAS DO DISCURSO RETOS  OBLÍQUOS 1ª pessoa singular Eu 2ª pessoa do singular Tu Te, ti, contigo. 3ª pessoa do singular Ele/ela O, a, lhe, se, si, consigo. 1ª pessoa do plural Nós Nos, conosco. 2ª pessoa do plural Vós Vos, convosco. 3ª pessoa do plural Me, mim, comigo. Eles/elas Os, as, lhes, se, si, consigo. Página 1 de 8. S ou Z. Anotar + o – anotá-lo Anotamos + a – anotamo-las Fez + a – fê-las Quando associados a verbos terminados em som nasal. pois se referem ao sujeito da oração. Altas autoridades: presidentes Página 2 de 8. Exemplos: Eles acordaram cedo para viajar. Os pronomes do caso reto funcionam como sujeito da oração. LOS. vos e se são os pronomes oblíquos reflexivos.ª Vossa V. principalmente em correspondências comerciais. NAS. Pronome pessoal do caso reto Os professores nos orientaram corretamente. os. Tratamento familiar Sr. Exemplos: Enviaram + o – enviaram-no Levaram + a – levaram-na Dão + os – dão-nos Os pronomes nos. Os pronomes tônicos são precedidos de preposição. as quando associados a verbos terminados em R. . LAS. Oblíquo tônico.S.Ex. Sra. adquirem as seguintes formas: NO. Oblíquo átono Ele deu um excelente livro a mim. NA. enquanto os átonos não. Vossa Senhoria V. No tratamento respeitoso às pessoas que se mantém um certo distanciamento.Classificamos os pronomes em retos ou oblíquos de acordo com a função que exercem na oração. a. já os pronomes oblíquos funcionam como complemento e se dividem em: átonos e tônicos. LAS. Exemplo: As meninas feriram-se com a tesoura. assumem as seguintes formas: LO. FORMAS PRONOMINAIS Os pronomes o. PRONOMES PESSOAIS DE TRATAMENTO Os pronomes de tratamento são usados no trato cerimonioso ou informal. NOS. A seguir os pronomes mais utilizados: PRONOME ABREVIATURA Você Senhor (a) USADO PARA V.ª Pessoas de cerimônia. vossa.ª Cardeais Vossa Alteza V. 3ª pessoa singular Seu. Os pronomes possessivos concordam: Em pessoa com o possuidor: eu peguei o meu caderno.) PRONOMES DEMONSTRATIVOS São aqueles que indicam o lugar. teus. suas. mas concordam com o verbo na 3ª pessoa. Reis e rainhas Vossa Santidade Vossa Majestade Esses pronomes são da 2ª pessoa. sua. Exemplo: Não durma na minha cama. Vossa Eminência V. senadores. Referindo-se à 3ª pessoa o pronome é precedido do possessivo SUA. meus. vossos. A sua televisão quebrou novamente.Em. (O sangue manchou a minha calça. tua. 3ª pessoa plural Seu. Príncipes e duques V. minha. Página 3 de 8. sua. suas. Excelência da República. a posição que um ser ocupa em relação às pessoas do discurso. em certas ocasiões. Posição no espaço: Esta caneta é minha. seus. 1ª pessoa plural Nosso. tuas. nossa. Em gênero e número com a coisa possuída: você já pegou o seu caderno? PESSOA DO DISCURSO PRONOME POSSESSIVO 1ª pessoa singular Meu. Esse carro não é o teu? Esse indica que o carro está próximo da pessoa que ouve.A. 2ª pessoa singular Teu. Exemplo: Vossa Alteza pode responder às questões. podem ser substituídos por pronomes oblíquos equivalentes: Minha(s) » me Tua(s) » te Sua(s) » lhe(s) Exemplo: O sangue manchou-me a calça. minhas. Exemplo: Sua Alteza viaja hoje para Portugal.M.S O Papa V. vossas. PRONOMES POSSESSIVOS São aqueles que se referem às pessoas gramaticais e dão a idéia de posse. Esta indica que a caneta está próxima da pessoa que fala. nossas. Os pronomes possessivos. . suas. deputados. 2ª pessoa plural Vosso. nossos. essa. mesmos. Aquele se refere a um passado mais distante. o. esses. esta. atual. muitos. as. alguns. VARIÁVEIS Algum. aquelas. próprios. muitas Ninguém Pouco. Exemplos: Alguém telefonou para você. a. aqueles. (o » aquilo) PRONOMES INDEFINIDOS Os pronomes indefinidos são palavras que se referem a 3ª pessoa gramatical de modo vago. estes. Ele fez justamente o que não podia. nenhumas INVARIÁVEIS Algo Alguém Todo. todos. . próprias. alguma. aquela. Aquele indica que o livro está distante da pessoa que fala e da pessoa que ouve. certas Quanto. semelhante. Aquele livro não pode ficar lá na mesa. tal. quanta. Isto Esse. Exemplo: Ninguém esperava tal nota no vestibular. todas Nada Muito. muita. próprias. nenhuma. poucas Certo. quantos. poucos. (tal » esta) As mesmas pessoas resolveram aderir à passeata. próprio. Aquilo Há outras palavras que podem aparecer como pronomes demonstrativos: Mesmo. toda. Esta se refere à semana presente. pouca. semelhantes. tais. certos. sem precisão. certa. os. indeterminado. Esse se refere a um passado próximo. Aquele mês foi péssimo para o comércio. Posição no tempo: Esta semana comprei meu carro. mesma. estas. Algumas pessoas tumultuaram a reunião. mesmas. essas. quantas Tudo Cada Outrem Quem Mais Menos LOCUÇÕES PRONOMINAIS INDEFINIDAS Página 4 de 8. Ele comprou muitas maçãs. Isso Aquele. Esse mês batemos nossas metas. VARIÁVEIS INVARIÁVEIS Este. nenhuns. algumas Nenhum. Exemplo: Cada um deve se esforçar para alcançar a meta. Quanto será pronome relativo quando for antecedido por um pronome indefinido: tanto (+ variações) e tudo. mas o posterior. cuja. cujos. Exemplos: Nós iremos ao aeroporto. ¾ EMPREGO DOS PRONOMES Veremos a seguir em que situações os pronomes são empregados. . quanta. Qualquer um pode ganhar essa luta. os quais. que. PRONOMES PESSOAIS RETOS Os pronomes pessoais do caso reto são empregados como sujeitos. Exemplo: Esse é o computador cujo processador queimou. Exemplo: Ele usou tudo quanto pode para defendê-la. PRONOME RELATIVO Os pronomes relativos são aqueles que representam substantivos citados anteriormente. cujas Quem Quanto. quantos. Eles estudaram muito para prova. quanto (+ variações). PRONOME INTERROGATIVO Os pronomes interrogativos são utilizados para formular perguntas diretas ou indiretas. Exemplos: Quem mexeu na minha mesa? Quanto custa este carro? Não sei quem sujou suas roupas. substituindo-os na oração. O campo onde jogávamos foi interditado. Exemplos: A televisão que comprou já quebrou. quantas Onde Observações: Cujo não se refere a um substantivo anterior. PRONOME RELATIVO VARIÁVEIS O qual. a qual. as quais INVARIÁVEIS Que Cujo. qual (+ variações). As locuções pronominais indefinidas são duas ou mais palavras com valor equivalente a um pronome indefinido. Página 5 de 8. PRONOME INTERROGATIVO Quem. Exemplos: Não há nada entre mim e ti. nos. Dessa forma. outros. PRONOMES PESSOAIS OBLÍQUOS Os pronomes pessoais oblíquos são empregados como complementos. ou seja. quando regidos de preposição. todos. Olga trouxe um presente para mim. Quando precedidos de preposição representam o sujeito de um verbo no infinitivo. Os pronomes eu e tu são empregados sempre como sujeito. depende da transitividade do verbo. Exemplos: Wilson carrega consigo uma mala suspeita. mesmos. Os pronomes me. As formas oblíquas lhe. nós. lhes são empregadas como objeto indireto. convosco vierem acompanhados de palavras como próprios. a. Exemplo: O barco virou com nós todos dentro dele. Os pronomes mim e ti são sempre regidos por preposição. Exemplos: Entregaram a mim uma carta anônima. elas. Para evitar essa situação é recomendável usar dele (+ variações). Pagou-lhe toda a dívida. . Veja o exemplo abaixo: Ingrid encontrou Roberto e seu irmão na praça. Exemplos: Todos te esperam hoje à noite. Exemplos: Peço-lhes mais paciência. com vós. Quando conosco.. O professor entregou o livro para nós. O. vós. devem ser substituídos por com nós. as (+ variações) são empregados como objeto direto. (objeto indireto) Se. Ele falou de si mesmo para o amigo. são objetos diretos ou indiretos. PRONOMES POSSESSIVOS Existem casos em que os pronomes possessivos causam ambigüidade. se. Conheça-o primeiro. As formas pronominais ele. Exemplos: Comprei um livro para eu ler. eles. Não consigo viver sem ti. vos. Ingrid encontrou Roberto e o irmão dela na praça. te. ela. (objeto direto) Ele me obedeceu diversas vezes. Exemplos: Entregaram-nos os convites. si. etc. não fica claro se o irmão é o de Ingrid ou de Roberto. Página 6 de 8. referem-se ao próprio sujeito. consigo funcionam como reflexivos. também podem ser empregadas como complementos. Ela me viu no parque. Tenho uma festa para eu ir. Exemplos: Jesus confio em vós. os. Prêmio algum você ganhará com tais números. mas não muito distante ao momento da fala.na indicação de proximidade entre aquilo que determinam e a pessoa com quem se fala.idéia de aproximação. colocados antes do substantivo têm sentido afirmativo. lhes podem representar. Exemplo: Aos domingos toda família vai à missa. algumas. sem artigo. por favor! Cuidado meu amor! PRONOMES DEMONSTRATIVOS Este (+ variações) e isto são empregados: . cada um. Me. usa-se aquele para o citado primeiro e este para o último. idéia de posse. (Roubaram o meu carro) Cortaram-te as roupas. PRONOMES INDEFINIDOS Algum. Esse dia é muito importante para todas as crianças. Exemplo: Pentium 4 e AMD64 são os melhores processadores do mercado. (indica o período de tempo em que a pessoa que fala se encontra) Esse (+variações) e isso são empregados: . inteiro. te. se colocados após o substantivo têm sentido negativo. Se usado no singular seguido de artigo indica totalidade. Aquele é Intel e este é AMD.na indicação de proximidade entre aquilo que determinam e a pessoa que fala. Exemplo: O gerente deve ter seus cem ou duzentos mil reais guardados. Exemplo: Há problemas que não consigo entender. cortesia. Na referência a dois elementos já mencionados anteriormente. Exemplo: 12 de outubro está chegando. Exemplo: Esse documento é altamente sigiloso. alguns. Exemplo: Meu senhor sente-se aqui. . . lhe. tem sentido qualquer. em certas ocasiões. vos.na indicação de tempo. Página 7 de 8. (indica que algo está próximo ao receptor) . Exemplos: Este processo envolve muito dinheiro. (indica proximidade da pessoa que fala) Esta semana que estamos vivendo será inesquecível. alguma. Exemplo: Aos domingos toda a igreja fica cheia de fiéis. O indefinido todo (+ variações) quando usado no singular. Exemplo: Algum dinheiro você ganhará hoje. nos.idéia de afeto. (Cortaram as tuas roupas) Os pronomes possessivos podem aparecer indicando: . PRONOME RELATIVO O pronome relativo que pode ser antecedido por um substantivo ou pronome. Exemplos: Roubaram-me o carro. sendo um deles preposição e o outro artigo feminino ou pronome demonstrativo. a não ser que venham determinados. conseqüentemente não haverá crase antes de nomes masculinos. Exemplo: Encontrei um irmão da minha cunhada que morou na Europa. Com essa blusa não irei a nenhuma festa. Você deve obedecer às normas do colégio. Exemplos: Os camponeses iam a pé para o trabalho. pronomes indefinidos. O baile será promovido a partir das 20 horas. Exemplos: Amanhã regressarei a Brasília. o qual morou na Europa. Você deve obedecer a+as normas do colégio. O rei ficava indiferente a+as súplicas do povo. Substantivo Perdi aquilo que você me deu. Ana dedica-se a+a igreja todo o tempo. Pronome O pronome qual é empregado para evitar ambigüidade. EMPREGO DA CRASE CONCEITO: Fusão ou contração de dois "a" (a+a) num só (à. "Venho de casa". verbos. Tenho muito a receber de indenização. chegou tarde a casa. mas o capataz ia a cavalo. Pedro dirigiu-se à praça. Página 8 de 8. antes de substantivo feminino determinado. CASOS DE EMPREGO DA CRASE _ Emprega-se a crase quando houver uma palavra de sentido incompleto que venha seguida da preposição "a". marcado pelo acento grave). Exemplos: Pedro dirigiu-se a (preposição) + a (artigo) praça. Todos estamos sujeitos às leis de Deus. Amanhã regressarei à Brasília de meus sonhos. Ela lançava olhares maliciosos a certo rapaz no restaurante. Meu tio era fiel a+a disciplina militar. mais o artigo feminino "a" no singular ou plural. Ana dedica-se à igreja todo o tempo. Meu tio era fiel à disciplina militar. _ Em função de só poder haver crase quando da contração da preposição "a" com o artigo feminino "a". _ Também não acontecerá a crase antes de nomes próprios de cidade e da palavra "casa".) Cansado. Cansado. substituindo o pronome que. O rei ficava indiferente às súplicas do povo. chegou tarde à casa de seus pais. Reescrevendo a frase: Encontrei um irmão da minha cunhada. Todos estamos sujeitos a+as leis de Deus. . (Não há artigo definido antes da palavra casa quando se refere a sua própria casa: "Fiquei em casa".
Copyright © 2020 DOKUMEN.SITE Inc.