Edital_Normativa_RDD_2011

March 21, 2018 | Author: Rodolfo Barros | Category: Radiology, Brazilians, Medical Ultrasound, Transaction Account, Medicine


Comments



Description

EDITAL E NORMATIVA GERAL DO EXAME DE SUFICIÊNCIA PARA CONCESSÃO DO TÍTULO DE ESPECIALISTA EM RADIOLOGIA E DIAGNÓSTICO POR IMAGEM DO COLÉGIO BRASILEIRODE RADIOLOGIA E DIAGNÓSTICO POR IMAGEM EM CONJUNTO COM A ASSOCIAÇÃO MÉDICA BRASILEIRA 1. DATA DA PROVA, HORÁRIO E LOCAL 1.1 - 1ª Etapa: Provas Teóricas Título de Especialista Radiologia e Diagnóstico por Imagem 1.2 - 2ª Etapa: Provas Práticas Título de Especialista Radiologia e Diagnóstico por Imagem DATA 06.08.2011 – Sábado HORÁRIO 9 Horas LOCAL São Paulo DATA 05.06.2011 - Domingo HORÁRIO 8h30min LOCAIS SP, RJ, DF, PE e PR 1.3 – Disposições Gerais acerca do tempo de duração de aplicação das Provas Teórica e Prática: 1.3.1 - Não haverá, por qualquer motivo, prorrogação do tempo previsto para a aplicação das provas em razão do afastamento de examinando da sala de provas. 1.3.2 - Se, por qualquer razão fortuita, o exame sofrer atraso em seu início ou necessitar interrupção, será dado aos candidatos do local afetado prazo adicional até o total de horas para prestação do exame. 1.3.3 - Os candidatos afetados deverão permanecer no local do exame, não contando o tempo de interrupção para fins de interpretação das regras deste Edital. 1.3.4 – Só serão consideradas interrupções para fins deste Edital os casos específicos comunicados e registrados pelos fiscais do local da prova. 2. CONSIDERAÇÕES GERAIS 2.1 - Título de Especialista: Radiologia e Diagnóstico por Imagem Radiologia Geral e Especializada Tomografia Computadorizada Ultrassonografia Geral Mamografia Ressonância Magnética Densitometria Óssea Doppler 2.2 - As provas para concessão do Título de Especialista ou Certificado de Área de Atuação serão fixas e de acordo com as informações adiante: a) Radiologia e Diagnóstico por Imagem: as provas serão anuais, em datas a serem divulgadas pelo Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem e pelas Sociedades de Especialidades nas áreas de atuação. a.1) Haverá uma prova escrita eliminatória, a ser realizada no mesmo dia e hora nas seguintes Capitais: Recife, São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro e Curitiba. 1 3.Os documentos deverão ser encaminhados diretamente ao Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem. REQUISITOS 3.2 . o mesmo deverá efetuar a inscrição. Para todos os exames. 3.4 .Em hipótese alguma a taxa de inscrição será devolvida e nem transferida para outro Exame.1 . 4. Não é necessário reconhecer firma dos certificados e diplomas. 2 . curriculum vitae (resumido) comprovando as principais atividades profissionais na área.1). pagar a taxa (como sócio) e enviar todos os documentos necessários exigidos neste Edital. 3. cópia autenticada da carteira profissional do Conselho Regional de Medicina. as declarações de atuação na área e as declarações de conclusão da residência médica ou curso de aperfeiçoamento deverão ser atualizadas e ter a assinatura do declarante com firma reconhecida em cartório. 3.Poderão submeter-se aos exames de suficiência para concessão do Título de Especialista os candidatos sócios e não sócios do Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem ou das Sociedades de Especialidades nas áreas de atuação.1 . CONDIÇÕES ESPECIAIS 4. 6.O candidato deverá estar diplomado até a data limite de inscrição. assinadas pelos responsáveis do serviço com firma reconhecida. C.2) Todos os candidatos aprovados realizarão prova prática na cidade de São Paulo.A secretaria do Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem irá indeferir as inscrições que não estejam de acordo com os itens desta Normativa ou com documentação incompleta.a. não sendo possível mudança posterior de local em hipótese alguma.Não serão aceitas também inscrições e documentação provisórias ou fora do prazo.Médicos estrangeiros: é necessária a comprovação do registro definitivo no Conselho Regional de Medicina do Estado.5 . 5.1 . B.ATENÇÃO: Os documentos enviados para inscrição no exame não serão devolvidos.3 . 3. 3.6 . 3. 3.7 . conforme descrito adiante: Radiologia e Diagnóstico por Imagem: mínimo de três anos.6.Para o médico Residente/Aperfeiçoando que conseguiu a aprovação para a liberação da prova teórica nos Exames Anuais. constando a indicação da área desejada e a cidade de opção para realização da prova teórica. DOCUMENTOS COMUNS A TODOS OS CANDIDATOS NECESSÁRIOS PARA O DEFERIMENTO DA INSCRIÇÃO 01 foto 3x4. Somente serão aceitas declarações de conclusão da residência ou curso de aperfeiçoamento. documentos específicos (ver de acordo com a área no Item 6. DOCUMENTOS ESPECÍFICOS A TODOS OS CANDIDATOS NECESSÁRIOS PARA O DEFERIMENTO DA INSCRIÇÃO OBSERVAÇÕES GERAIS: A. páginas 2 e 3. 2 .00 7. 7. a inscrição do candidato será automaticamente tornada sem efeito. ordem de pagamento ou depósito comum em conta corrente.As inscrições deverão ser efetuadas no período de 10 horas de 01 de março até as 16 horas de 31 de março de 2011.br.6 .Objetivando evitar ônus desnecessário. DOC. 7. 3 .7 .Não será aceita solicitação de inscrição que não atenda rigorosamente às condições estabelecidas nesta Normativa. somente poderá ser utilizado o boleto bancário gerado no ato da inscrição (pela internet). verificada a irregularidade a qualquer tempo.A inscrição implicará na completa ciência e tácita aceitação das normas e condições estabelecidas nesta Normativa.cbr. O pagamento por agendamento somente será aceito se comprovada a sua efetivação dentro do período da inscrição.Se por qualquer razão o cheque for devolvido. Atenção para o horário bancário. sobre as quais o candidato não poderá alegar desconhecimento.Para o pagamento da taxa de inscrição. transferência eletrônica. o candidato deverá orientar-se no sentido de recolher o valor da inscrição somente após tomar conhecimento de todas as condições exigidas. 7. sobre as quais o candidato não poderá alegar desconhecimento. 7. 7. em 3 (três) anos.*Para obtenção do desconto na taxa de inscrição.O não atendimento aos procedimentos estabelecidos nos itens anteriores implicará o cancelamento da inscrição do candidato. somente será considerado efetuado após a respectiva compensação.9 .1 .1 . até a data limite do encerramento. 7. através do site: www.Radiologia e Diagnóstico por Imagem: Comprovante do término de Residência Médica em Radiologia. ou Declaração de treinamento na área de Radiologia pelo período mínimo de 6 (seis) anos. assinada por dois membros titulares do Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem. ou Comprovante do término do Curso de Aperfeiçoamento em Radiologia. juntamente com os demais documentos solicitados nesta Normativa.O pagamento do boleto da inscrição através de cheque.org.10 . 7.5 .2.00 R$ 1. doc eletrônico. com firma reconhecida da assinatura. fac-símile.Não será aceito pagamento da taxa de inscrição por depósito em caixa eletrônico. 7.4 .O valor da taxa de inscrição corresponderá de acordo com a tabela adiante: Categoria Sócios em dia com suas contribuições* (CBR/AMB) Não sócios ou sócios inadimplentes (CBR/AMB) Valor R$ 800. ou por qualquer outro meio que não os especificados nesta Normativa. INSCRIÇÕES 7.1 . condicional ou fora do período de inscrição. em Serviço reconhecido pelo Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem.8 . 7. será necessário que.6. em 3 (três) anos. pelo correio.3 . 7. o envio de declaração de quitação da Sociedade de sua Especialidade para a qual contribui ou para a AMB. credenciada pela Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM) do Ministério da Educação (MEC).000. 8. das 8 às 18 horas. ou que prestar informações falsas ou inverídicas ainda que o fato seja constatado posteriormente. 7.71 – Bela Vista – CEP: 01311-902 – São Paulo – SP. e será considerada a data da postagem até o último dia de inscrição. independente de já ter participado de exames anteriores. nem isenção parcial ou total de pagamento do valor da taxa.71 – Bela Vista – CEP: 01311-902 – São Paulo – SP. no endereço do Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem – Av.O candidato que necessitar de condições especiais para a realização das provas deverá. realizará a prova na cidade de São Paulo. no período das inscrições.18 . 7.Na etapa teórica o Presidente do CBR será substituído pelos Vices-Presidentes Regionais. 7. impressão. que serão os responsáveis pela aplicação da prova. ainda que efetuada a mais ou em duplicidade. das 8 às 18 horas. 7.20 . 7. encaminhar por Carta Registrada ou entregar pessoalmente.Os documentos enviados para inscrição no exame não serão devolvidos.As questões serão elaboradas pela Comissão de Admissão e Titulação do Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem. em dias úteis. automaticamente esta será indeferida. Caso o candidato não assinale o local para realização da prova teórica.13 . 8. bem como da escolha do local e infra-estrutura. Caso o candidato não enviar no período de 01 a 31 de março de 2011. o candidato deverá postar.Os documentos enviados através do serviço de correio deverão ser postados por SEDEX. O candidato deverá guardar o comprovante de postagem do correio (AR) até o recebimento da confirmação da inscrição pelo CBR. Paulista. 7. 37 – Conj.12 .Não haverá compensação do tempo de amamentação no período de duração das provas. em dias úteis. 7.11 . BANCA EXAMINADORA 8.15 . no endereço do Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem – Av. Paulista.10. 4 .1 .Somente serão deferidas as inscrições após a avaliação da documentação completa.O candidato será responsável pelas informações prestadas na ficha de inscrição.7. solicitação detalhada dos recursos necessários para a realização da prova.O CBR será responsável pela editoração das provas.A candidata que tiver necessidade de amamentar durante a realização das provas deverá levar acompanhante. e no envelope deve constar o nome do concurso e a área em que se refere exemplo: CONCURSO: COLÉGIO BRASILEIRO DE RADIOLOGIA E DIAGNÓSTICO POR IMAGEM/AMB Documentos Relativos à opção de: RADIOLOGIA E DIAGNÓSTICO POR IMAGEM.IMPORTANTE: Não haverá devolução de importância paga. cabendo ao COLÉGIO BRASILEIRO DE RADIOLOGIA E DIAGNÓSTICO POR IMAGEM e as Sociedades de Especialidades nas áreas de atuação o direito de excluir do processo aquele que preenchê-la com dados incorretos. com Aviso de Recebimento (AR) ou entregar pessoalmente.14 .17 . seja qual for o motivo alegado. envio das provas para as Capitais e correção da prova objetiva.1 .Observados os trâmites para pagamento da inscrição e preenchimento da ficha de inscrição no site do CBR.O envio de todos os documentos será obrigatório para todos os candidatos. 7. com Aviso de Recebimento (AR). por correio através de SEDEX.19 .2 .3 . que ficará em sala reservada e que será responsável pela guarda da criança. na ficha de inscrição a área de atuação e o local para realização da prova teórica. 7. 8. 37 – Conj.16 . 7. todos os documentos relacionados no item 4 e 5. bem como por qualquer erro ou omissão nela contida.O candidato deverá indicar. O candidato deverá comparecer ao local designado para as provas teórica e prática com antecedência mínima de 30 (trinta) minutos. 8. exclusivamente no endereço informado no ato da inscrição pelo candidato.3 .2 . ou. considerados nulos todos os atos dela decorrentes.Toda a menção de horário obedecerá ao horário oficial de Brasília.br). munido do comprovante de inscrição. etc.7. data de nascimento.7. 9. 9.Só será permitida a participação nas provas nas respectivas datas.A diretoria do Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem indicará exclusivamente Membros Titulares ou convidados especiais a pedido da Comissão para a supervisão das provas. conforme necessidade.7. 9.4 . 9. por meio de cartão de convocação que serão encaminhados pelo correio.5 . expedida nos termos da Lei Federal nº 9503.1 . sujeita à posterior verificação da regularidade da referida inscrição. conforme o caso: 9. ou e) quaisquer outros equipamentos eletrônicos. 9. Esses convidados poderão ser indicados. dentro do prazo de validade. de forma condicional.carteira de trabalho ou previdência social.carteira nacional de habilitação. sendo de responsabilidade do candidato o acompanhamento.cbr.br). 9.org.Não será permitida a entrada nos locais das provas portando os seguintes itens: a) agenda eletrônica ou similar. DA PRESTAÇÃO DAS PROVAS 9.Os locais das provas serão comunicados.8 .7.carteira do conselho de classe. 9. deverão ser corrigidos. poderá ocorrer à inclusão do candidato. oportunamente. se por algum motivo o seu nome não constar na Lista dos Candidatos inscritos.8.6 .3 .O candidato deverá ainda consultar o site do Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem (www. ou.7. b) telefone celular.2 . 9. a inclusão do candidato será automaticamente cancelada. não podendo ser alegada qualquer espécie de desconhecimento.Não será permitida realização das provas fora dos locais e horários designados.4 .cbr.Eventualmente. dos resultados e a convocação para a segunda fase dos candidatos classificados serão de incumbência do Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem e estará disponibilizado no site (www.A divulgação dos gabaritos. sexo. ou. 9. horários e no local constante do Edital de Convocação.9 . 9.5 . 9. independentemente de qualquer formalidade. seja qual for o motivo alegado. número de documento de identidade.org.5 . d) “walkman”.3.Os eventuais erros de digitação de nome. lápis preto e borracha e deverá apresentar um dos seguintes documentos. de 23 de setembro de 1997. 5 . sem direito à reclamação. caneta de tinta azul ou preta. com fotografia.1 ..Constatada eventual irregularidade na inscrição. ou 9. somente no dia da prova em formulário específico. 9.1 . 9. c) BIP. pela diretoria das filiadas.cédula de identidade – RG. datados e assinados.7 .passaporte.4 . 1.É terminantemente proibida.2. 10. urologia. prejudicando o desempenho do candidato.17 . desde que tenham obtido a nota mínima na prova de conhecimento geral. G. é o único documento válido para a correção eletrônica e deverá ser entregue ao término da prova ao fiscal de sala.1ª Etapa: A primeira etapa será composta por duas provas. 9.0 (cinco). de natureza eliminatória.1 . ambas de múltipla escolha. sob qualquer alegação.1.3. pediatria. devendo o candidato ser acompanhado do fiscal de sala.16 .2. 10. observados os itens 1. pois qualquer marca poderá ser lida pelas leitoras ópticas. 6 .Ao terminar a prova da 1ª etapa. 9. indicados pelo Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem e aprovados pela Comissão Nacional de Energia Nuclear. mama e densitometria óssea. nenhum candidato poderá retirar-se do local sem autorização expressa do responsável pela aplicação da prova.4 deste Edital. seja qual for o motivo alegado.18 . 10.2 .9. salvo nos casos indicados nos itens 1.15 . digestivo.2 .1 – A Prova de Física e Proteção Radiológica.2 – A Prova de Conhecimentos Gerais.Não haverá. cujo preenchimento é de responsabilidade do candidato. o candidato receberá a Folha de Respostas e o Caderno de Questões. a saída do candidato do local da prova teórica antes de decorrido o tempo de 50% desde o seu início. 9.2. onde será avaliado o conhecimento geral dos candidatos nas grandes áreas do diagnóstico por imagem: tórax. 9.4 deste Edital.Em hipótese alguma haverá substituição da Folha de Respostas por erro do candidato.13 .3 e 1. DAS PROVAS 10. 9. musculoesquelético. segunda chamada. constará de 130 (cento e trinta) questões de múltipla escolha que serão elaboradas por membros da Comissão de Admissão e Titulação do CBR. O.14 .10 .O candidato lerá as questões no Caderno de Questões e marcará sua resposta na Folha de Respostas.2. de natureza não eliminatória. sob sua inteira responsabilidade.11 .Serão aprovados nesta prova de física e proteção radiológica os candidatos que obtiverem nota mínima de 5.Não deverá ser feita nenhuma marca fora do campo reservado às respostas ou à assinatura.Na 2ª etapa (prova prática).1 – O Exame será realizado em duas etapas.12 . 10. poderão realizar a 2ª etapa do Exame. 9.1 – Em nenhuma hipótese será interrompido o tempo de duração para a execução da prova. 9.3 e 1. sem ressalvas ou rasuras.3. 10. em hipótese alguma. 9. ressalvados os casos de emergência. entregará ao fiscal o caderno de questões e a Folha de Respostas com aposição da assinatura no campo próprio e transcrição das respostas com caneta de tinta azul ou preta. sendo uma de Física e Proteção Radiológica e outra de conhecimentos gerais. para justificar o atraso ou a ausência do candidato. que serão elaboradas por físicos ligados a métodos de imagem. e as provas observarão as condições adiante especificadas: 10. e Doppler). constará de 10 (dez) questões de múltipla escolha.3. ante a sua natureza não eliminatória.Os candidatos reprovados na prova de física. ultrassonografia (geral. 9.10.3.No ato da realização da prova da 1ª etapa.A Folha de Respostas. cabeça e pescoço. 3 – Para cada área.0 (seis) em ambas as provas.0(três) em cada uma das 10 áreas descritas no item 10.10. 11. musculoesquelético.5. CRITÉRIOS PARA APROVAÇÃO 11. ultrassonografia em ginecologia e obstetrícia. digestivo. cabeça e pescoço.5. Caso o candidato fique impedido por qualquer motivo de realizar a 2ª etapa no mesmo ano do Exame para o qual está inscrito.obtiver nota final menor que 3. será composta por duas provas.). pediatria.1 .0(seis). 10. 11.5. pediatria. ultrassonografia em ginecologia e obstetrícia. 10. as questões de múltipla escolha terão peso 8 (oito) e as dissertativas peso 2 (dois). ultrassonografia (geral e Doppler).2ª.2 . desde que se acompanhe de notas finais maiores que 3. musculoesquelético.2. ultrassonografia (geral e Doppler).Ao término das 4 (quatro) horas.3 . independentemente do tema ao qual elas estiverem relacionadas. múltipla escolha e dissertativa. pediatria. cabeça e pescoço. [tórax. e 10.Serão aprovados nesta prova de conhecimentos gerais os candidatos que obtiverem nota mínima de 6.3 – Os candidatos que obtiverem média final igual ou maior que 6.4 – As questões dissertativas corresponderão a 20% da nota total de cada área.A 2ª etapa do exame deverá ser realizada no mesmo ano em que o candidato fez a inscrição.7 . cabeça e pescoço.0 (seis). urologia. com nota abaixo de 3. cabeça e pescoço.5.1 .O candidato será considerado aprovado se obtiver média final igual ou maior que 6.5. com duração de 2 (duas) horas. pediatria. digestivo.1.uma prova prática de múltipla escolha composta por 80 (oitenta) questões baseadas em imagens de casos clínicos das 10 principais áreas do diagnóstico por imagem: tórax.Serão considerados aprovados na segunda etapa os candidatos que obtiverem nota mínima de 6.1 [tórax.0(três) em 2 ou mais áreas descritas no item 10. totalizarão 140 (cento e quarenta) questões e terão duração conjunta e total de 4 (quatro) horas.2.5. ultrassonografia (geral e Doppler).0 (três) em apenas 1 (uma) das áreas descritas no item 10.5. considerando-se as áreas descritas no item 10. 7 . a sua aprovação na 1ª etapa torna-se nula.1 .1 . os cadernos de questões serão recolhidos.A prova de física e proteção radiológica e a de conhecimentos gerais.5 . ultrassonografia (geral e Doppler). digestivo. se: 11. 10. ultrassonografia em ginecologia e obstetrícia. musculoesquelético. pediatria. 10. sendo: 10. digestivo. mama e procedimentos em DI. musculoesquelético. ultrassonografia em ginecologia e obstetrícia. mama e procedimentos em DI].0 (seis). musculoesquelético.5. urologia.1 [tórax. 10. sendo destinados 30 (trinta) minutos adicionais para o preenchimento da folha de respostas.2 – uma prova prática de natureza dissertativa com a elaboração de laudos de 4 (quatro) casos previamente selecionados. digestivo. urologia. ou seja.O candidato será considerado reprovado.2.2 .0 (seis). 10.obtiver média final menor que 6.2.1 [tórax. 11. ultrassonografia (geral e Doppler). mama e procedimentos em DI].4 . mama e procedimentos em DI]. mama e procedimentos em DI] deverão refazer a prova prática somente desta área no exame imediatamente subsequente.6 . Etapa: A segunda etapa. urologia. devendo realizar a 1ª etapa novamente. 10. 11. urologia. cabeça e pescoço. ultrassonografia (G.O. realizadas de uma só vez. exclusiva para os aprovados na 1ª etapa. ou enviados por carta registrada.6 . 13.1 .Os candidatos aprovados no exame de suficiência na área de Radiologia e Diagnóstico por Imagem passarão à condição de Membro Titular. deverá repetir a prova de digestivo.Caberá recurso da 1ª etapa. 12. 12.2 . 8 .1 . DA APROVAÇÃO 13. sito à Av. Se reprovados. via SEDEX. data e local do exame de suficiência prestado. 13.Não será conhecido o recurso interposto fora da forma e dos prazos estipulados nesta Normativa.1 – Exemplo: candidato com nota 2. g) Embasamento do recurso.No caso de provimento do recurso interposto dentro das especificações. c) Número do documento de identidade. deverão realizar a 1ª etapa novamente. este poderá. e-mail. em 2 (duas) vias de igual teor (original e cópia).0 (seis) para aprovação. Paulista. 13.9 . telegrama. DO RECURSO 12.11. contados a partir do dia seguinte ao da divulgação do resultado de aprovação para a 2ª fase. no prazo de 2 (dois) dias úteis.8 . 12. não sendo aceito recurso interposto por fac-símile. d) Opção. 12. de segunda a sexta-feira. para cada questão.Admitir-se-á um único recurso.Não haverá em hipótese alguma.O recurso deverá ser protocolizado diretamente no Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem. com postagem até a data final para a interposição do recurso. data e assinatura. independentemente de formulação de recurso.3 .O recurso deverá ser digitado ou datilografado. contados a partir do dia seguinte ao da divulgação do resultado do Exame. no prazo de 2 (dois) dias úteis. 12.2 – Em relação ao resultado final do Exame caberá recurso pelo candidato que tenha realizado a 2ª etapa. internet. com as seguintes especificações: a) Nome completo do candidato. h) Local. alterar a nota/classificação inicial obtida pelo candidato para uma nota/classificação superior ou inferior. e) Indicação do Exame de Suficiência para Obtenção do Título de Especialista do Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem.Os pontos relativos às questões eventualmente anuladas serão atribuídos a todos os candidatos presentes na prova. eventualmente. 12. com aviso de recebimento (AR). f) Questionamento. 12.0 (dois) em digestivo e média final 7.A Diretoria do Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem encaminhará para todos os candidatos aprovados a declaração de aprovação constando a habilitação. no horário das 8 às 18 horas. vista ou revisão de provas.3. a nota mínima é de 6. 12. ou ainda poderá ocorrer à desclassificação do candidato que não obtiver a nota mínima para habilitação.0 (sete). 71 – Bela Vista – CEP: 01311-902 – São Paulo – SP. b) Número de inscrição no Exame. de forma individualizada.5 . carta simples ou outro meio não especificado nesta Normativa. 12.4 . 37 – Conj. telex. Nesta segunda chance. para o mesmo endereço.A aprovação no Exame de Suficiência será pronunciada pela Banca Examinadora à Comissão de Admissão e Titulação que a remeterá à Diretoria do Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem.3 .7 . o candidato deverá: 14.3. DISPOSITIVOS FINAIS 14.Os candidatos não aprovados poderão submeter-se a novo exame de suficiência. 14. a não apresentação ou a irregularidade na documentação.5 . 9 . 13.Em caso de necessidade de atualização dos dados constantes na ficha de inscrição. 13.Toda convocação obedecerá ao horário de Brasília. c) correspondência devolvida pela ECT por razões diversas decorrentes do fornecimento do endereço errado do candidato. d) correspondência recebida por terceiros. ainda que verificadas posteriormente.2 .6 .O COLÉGIO BRASILEIRO DE RADIOLOGIA E DIAGNÓSTICO POR IMAGEM e as Sociedades de Especialidades nas áreas de atuação. bem como alterações dos dispositivos Constitucionais. submetendo-se às regras específicas.Solicitar ao fiscal da sala formulário específico ou preencher o Cartão de Convocação nos campos determinados para este fim com a correção relativa.Os candidatos reprovados no exame de suficiência e que ainda não fazem parte do quadro associativo do Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem. sendo assinados pelos Presidentes e Secretários do Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem e Associação Médica Brasileira.3 .8 . 14. tornando sem efeito a Certificação.7 .Os candidatos aprovados que desejarem receber o Título de Especialista deverão preencher o requerimento específico que será encaminhado pelo Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem e efetuar o pagamento das taxas vigentes estabelecidas pela Associação Médica Brasileira. sem prejuízo das sanções penais aplicáveis à falsidade da declaração. 13. sendo renováveis segundo as normas estabelecidas pela Comissão Nacional de Acreditação – AMB/CFM. reconhecidos pela Associação Médica Brasileira. devendo assinar o pedido de correção.A inexatidão dos dados fornecidos pelo candidato. 13.A inscrição do candidato importará conhecimento e aceitação das instruções e condições do Exame. não se responsabilizam por eventuais prejuízos aos candidatos decorrentes de: a) endereço não atualizado. b) endereço de difícil acesso. até a data de convocação para a prova correspondente.1 . circunstância que será mencionada em Aviso a ser publicado. 14. não serão objeto de avaliação na prova objetiva do Concurso. 14.Os Títulos de Especialista em Radiologia e Diagnóstico por Imagem são concedidos pelo Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem.6 . legais e normativos a eles posteriores. 14.As despesas relativas à participação do candidato correrão as expensas do próprio candidato. 14. determinam a nulidade de todos os atos decorrentes de sua inscrição.4 . poderão passar à condição de Membro Aspirante.1 .Os itens desta Normativa poderão sofrer eventuais alterações.A legislação com vigência após a data da publicação desta Normativa.13.4 .7 . 14.IMPORTANTE: Todos os Títulos de Especialista e Certificados de Área de Atuação obtidos no presente concurso terão validade de 5 (cinco) anos. atualizações ou acréscimos enquanto não consumada a providência ou evento que lhes disser respeito. tais como se acham estabelecidas nesta Normativa. 14.8 .5 . 2007) 10 . 2002) Ultrassonografia Sistema Musculoesquelético (Renato Sernik/Cerri.14. Churcill Livingstone) Diagnóstico radiológico das doenças do tórax (Muller. 5ª edição. 2005) Diagnostic Imaging – Abdomen (Ferdele. 1ª edição. 1ª edição. 7ª edição.1 . Bonnick. 2003) Doppler (Lászlo Molnar/Cerri.9 . 1ª edição. Revinter. 2005) MRI of the Musculoskeletal System (Thomas Berquist. Guanabara Koogan) Textbook of Radiology and Imaging (David Sutton. CRONOGRAMA 01 a 31/03/2011 01 a 30/04/2011 02/05/2011 13/05/2011 05/06/2011 20/06/2011 21 e 22/06/2011 11/07/2011 15/07/2011 05. 1ª edição.L.10 .RADIOLOGIA E DIAGNÓSTICO POR IMAGEM Interpretação Radiológica (Paul & Juhl. 1998) Fundamentos de Radiologia e Diagnóstico por Imagem (Adilson Prando/Fernando Alves Moreira – Elsevier. 06 E 07/08/2011 12/09/2011 Período de Inscrição e envio dos documentos para análise Análise dos documentos Divulgação das inscrições deferidas e indeferidas Divulgação dos locais de provas Aplicação das Provas eliminatórias Divulgação dos aprovados para realização da 2ª etapa e Divulgação do Gabarito Período de Recurso Divulgação dos resultados dos Recursos Convocação . Revinter. NÃO EXAURIENTE 16. 7ª edição. Revinter.Os casos omissos serão resolvidos pela Comissão do Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem em conjunto com as Sociedades de Especialidades das áreas de atuação. Humana Press. 3ª edição.Divulgação do local e horário das provas (2ª Etapa) Aplicação das Provas (2ª etapa) Divulgação dos Resultados finais 16. 1999) Diagnostic Imaging – Head and Neck (Harnsberger.A taxa de inscrição e os serviços prestados serão fixados pela Diretoria do CBR. 1999) Ultra-sonográfica em Ginecologia e Obstetrícia (Ayrton Pastore/Cerri. 1ª edição – 2003 – Guanabara Koogan) Diagnóstico neurorradiológico (Anne Osborn. 1997) Imagem da Mama (Daniel Kopans. 2009) Bone Densitometry in Clinical Practice (S. 14. 2008) BI-RADS – Sistema de Laudos e Registro de Dados de Imagem da Mama (Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem) Programa de Treinamento em Mamografia (Apostila . 2005) Urologia: Diagnóstico por Imagem (Prando/Caserta. BIBLIOGRAFIA RECOMENDÁVEL. 3ª edição. 2003) Ultrassonografia Abdominal (Giovanni Cerri.Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem) Diagnóstico por Imagem em Pediatria e Neonatologia (Kirks. 15. Manoel Aparecido Gomes da Silva Presidente CBR 11 . 1 de fevereiro de 2011.FÍSICA E PROTEÇÃO RADIOLÓGICA Princípios de Física e Proteção Radiológica (Apostila .2 . para que ninguém possa alegar desconhecimento é expedido a presente Normativa. São Paulo.16. Dr.Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem) E.
Copyright © 2020 DOKUMEN.SITE Inc.