Aula 02 GDT II - Escala e Cota

June 10, 2018 | Author: Jaqueline Leite | Category: Drawing, Visual System, Technical Drawing, Plane (Geometry), Mathematics


Comments



Description

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁINSTITUTO DE TECNOLOGIA FACULDADE DE ARQUITETURA E URBANISMO GEOMETRIA E DESENHO TÉCNICO I AULA 02 Escalas Cotas Teoria das projeções PROFa. FLÁVIA OLEGÁRIO PALÁCIOS .ESCALAS ü  Escala é a relação entre as dimensões representadas no desenho e as dimensões reais do objeto. este deverá ser ampliado. uma vez que as medidas gerais são grandes. não podendo ser desenhado no tamanho natural.ESCALAS: REDUÇÃO E AMPLIAÇÃO ü  Redução: Quando o objeto a ser representado for muito grande. Em arquitetura normalmente empregam-se as escalas de redução. ü  Ampliação: Quando o objeto a ser representado for muito pequeno. ü  O tamanho do objeto a representar ü  As dimensões do papel disponível ü  A clareza e a precisão do desenho . deve-se reduzir. ü  As cotas podem ser colocadas dentro ou fora do desenho.COTAS ü  Para que um objeto possa ser fabricado. de modo a admitir interpretação única. representada. COTA .  Indicar a medida da cota errada ou uma má indicação costuma trazer ü  A linha de cota é fina e traçada sempre paralela à dimensão prejuízos e aborrecimentos. com a máxima A-22 clareza. é necessário que se forneça sua forma e dimensões. ü  Os ângulos serão medidos em graus. ü  Representam a verdadeira grandeza das dimensões. qualquer seja a escala. ü  As linhas de cota devem ser contínuas e os algarismos devem ser colocados acima da linha de cota. ü  Não traçar a linha de cota como continuação da linha da figura. exceto nas coberturas e rampas que se indicam em porcentagem. .COTAS ü  Escritas sem o símbolo da unidade de medida. ü  Uma cota não deve ser cruzada por uma linha do desenho. ü  Acompanhar a direção das linhas de cota. ser adotado um ponto mais largo no local desta intersecção. zação das linhas de cota (encontro da linha de cota e da linha de extensão): §  Linha de extensão. COTAS de extensão (ou auxiliar) de cotagem: é a linha que liga a linha de cota ao elem . §  Linha de cota. ação de edificações não é usual a utilização de setas na finalização das linhas de cotas.de cota: é a linha que contém a dimensão daquilo que está sendo cotado e na qua rico da cota.das mesmas com pena mais grossa que os t ode. o dos projetos de arquitetura as linhas de cota e de extensão se cruzam e são adot dos a 45° neste pontode delinha intersecção §  Finalização de cota. ras áreas. principalmente quando as dimensões das peças são representadas em milímetros tila desenho de projetos de edificações – Desenho Técnico II – ARQ 3322 – Revisão junho/2007 . alternativamente. . de modo Deve-se colocar as cotas prevendo sua UTILIZAÇÃO futura na a evitar cálculos operário. Os ângulos serão medidos em graus. exceto nas coberturas e rampas que se COTAS indicam em porcentagem. ATENÇÃO: FUTUROS TÉCNICO(AS): Deve-se colocar as cotas prevendo a sua utilização futura na construção/obra. As cotas oblíquas devem acompanhar as linhas de cotas e estas devem ser paralelas à face cotada. construção/obra. como se o observador estivesse à direita do desenho. de modo a evitarpelo cálculos pelo operário. Cotas horizontais As cotas verticais devem acompanhar a linha de cota. Cadafacilitar vista mostra forma do objeto a partir de um plano de visão. separadas e tomadas de posições diferente geralmente em ângulos retos entre si. O observador se posiciona acima do objeto e tem uma visão das dimensões do objeto (largura e comprimento). forma do objeto a partir de do umobjeto plano de evisão.TEORIA DAS PROJEÇÕES 2. Plano de Vista Superior: “vista superior” do objeto ou a de “cima”. empregados para o aentendimento entre projetista e ü  Métodos projetivos construtor são as projeções ortogonais. 2.     . dadas por perpendiculares do objeto ao projeção.1. Cada O observador se posiciona acima do objetovista e tem mostra uma visão a das (largura comprimento).1.1 Projeções ortogonais Consiste em uma ou mais vistas. Plano de Vista Superior ou Horizontal de projeção (PVs ou PH) ü  •    Esta projeção produz a “vista superior” do objeto ou a de “cima” Projeções ortogonais: vistas tomadas de posições diferentes. perspectivas e visão tridimensional. 2.frente ao objeto e tem uma visão da altura. O observador se posiciona de do observador posiciona frontalmente ao objeto e tem a visão das alturas bjeto. Também é chamada de “fachada”ou “elevação”.1.   Também é denominada de “fachada” ou “elevação” .2 Plano de Vista Frontal ou Vertical de projeção (PVf ou PF) TEORIA DAS PROJEÇÕES Produz a “vista de frente” do objeto •  Plano deOVista frontal:se“vista de frente” do objeto. TEORIA DAS PROJEÇÕES •  Figura 2 : Vista Frontal 2.3 Plano de Vista Lateral ou de Perfil (PVL ou PP) Plano de Vista lateral: “vista lateral” do objeto.1. O observador se posiciona ao lado Nesta projeção tem-se a “vista lateral” do objeto. do objeto e temOvisão da altura.   observador se posiciona ao lado do objeto (à direita ou à esquerda) e tem também a visão das alturas. Figura 3 : Vista Lateral 9 . normalmente sempre onde há o maior detalhamento de informações.comprimento quanto na largura. TEORIA DAS PROJEÇÕES Exemplos de projeções ortogonais: .
Copyright © 2021 DOKUMEN.SITE Inc.